Outdoor Lisboa. APAN apresenta queixa à Autoridade da Concorrência

A Associação Portuguesa de Anunciantes que a Autoridade da Concorrência investigue CML e JC Decaux.

A Associação Portuguesa de Anunciantes (APAN) requereu a abertura de uma investigação à Autoridade da Concorrência (AdC) sobre a atuação da CML e da JC Decaux. A APAN alega que a adjudicação à JC Decaux deveria ter sido notificada previamente à AdC para aprovação acusando a tentativa de concretização do contrato por parte da CML de ser ilegal e que “qualquer ato no sentido da sua implementação antes de a AdC se pronunciar viola lei”, esclarece em comunicado.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG