Santana agradece a Belmiro o que fez por Portugal

O político lamenta a morte do antigo dono da Sonae, que "tanto contribuiu para a economia portuguesa"

O candidato à liderança do PSD Pedro Santana Lopes manifestou hoje o seu pesar pela morte do empresário Belmiro de Azevedo, a quem agradeceu pelo que fez por Portugal.

"Quero manifestar o meu pesar pela morte de uma pessoa que tanto deu a Portugal, tanto contribuiu para a economia portuguesa, para o emprego de muitos portugueses e que tinha uma visão que ultrapassou em muito as nossas fronteiras", afirmou Santana Lopes, em declarações aos jornalistas no final de uma audiência com a Confederação do Turismo de Portugal.

O candidato à liderança do PSD apontou o empresário como "um exemplo" do que quer fazer no país, defendendo que "os portugueses têm de se habituar cada vez mais a respeitar os grandes empresários, os grandes empreendedores".

"Mesmo quando as suas empresas apresentam excelentes resultados, apresentam muitos lucros, desde que cumpram a lei, desde que respeitem os trabalhadores, o facto de alcançarem grandes resultados deve ser objeto não de desvalorização, mas de homenagem, porque contribuem para a riqueza nacional", disse.

Para Santana Lopes, Belmiro de Azevedo é "uma dessas pessoas que o país tem de respeitar e acarinhar".

"Para além de apresentar à sua família, naturalmente, o meu sentimento de pesar, quero dizer que, como português, agradeço muito a Belmiro de Azevedo tudo o que ele fez a Portugal", afirmou.

O empresário Belmiro de Azevedo morreu hoje aos 79 anos, depois de décadas ligado à Sonae, sendo um dos homens mais ricos de Portugal, disse fonte do grupo à Lusa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG