PSD recorda Belmiro como um dos "mais marcantes" empresários portugueses

A morte de "Belmiro de Azevedo é uma trágica perda para a sociedade portuguesa pelo que o PSD expressa à sua família, amigos e ao Grupo Sonae o seu mais profundo pesar", lê-se numa nota

O PSD recordou esta quarta-feira Belmiro de Azevedo como "uma das mais marcantes figuras empresariais do período democrático", considerando que a sua morte constitui "uma trágica perda para a sociedade portuguesa".

"O falecimento do senhor engenheiro Belmiro de Azevedo é uma trágica perda para a sociedade portuguesa pelo que o PSD expressa à sua família, amigos e ao Grupo Sonae o seu mais profundo pesar", lê-se numa nota dos sociais-democratas.

O PSD recorda que a "genialidade empresarial e empreendedora" de Belmiro de Azevedo levou à edificação de um grupo económico com forte expressão internacional, que atua nos mais diversos setores de atividade.

"O Grupo Sonae é hoje um dos mais proeminentes empregadores nacionais e um centro de criação de riqueza e de promoção do desenvolvimento social e económico nacional", é ainda referido na mesma nota.

Belmiro de Azevedo, um dos homens mais ricos de Portugal, que esteve décadas na Sonae e a transformou num império com negócios em várias áreas e extensa atividade internacional, morreu hoje aos 79 anos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG