Venda só arranca depois do plano de reestruturação

McKinsey escolhida por Stock da Cunha para desenhar plano que fará a instituição cumprir os testes de stress do BCE

O processo de venda do Novo Banco só arranca depois de aprovado o plano de reestruturação que Eduardo Stock da Cunha, o CEO do banco, e Sérgio Monteiro, que coordena a equipa do Fundo de Resolução, estão a desenhar, apurou o Dinheiro Vivo. Neste momento, tanto a instituição financeira como o assessor escolhido pelo Banco de Portugal estão a tentar encontrar a melhor forma para colmatar as necessidades de capital do banco - 1,4 mil milhões de euros detetados nos testes de stress realizados pelo BCE -, esperando que, depois de terminado, este possa ajudar a captar novos investidores.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG