Ministro da Economia destaca 1500 milhões para capitalização das empresas

Caldeira Cabral falava em Braga, durante o Fórum Económico

O ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, sublinhou hoje, em Braga, que vão ser disponibilizados 1500 milhões de euros para que as empresas possam investir sem se endividarem ou tenham acesso a financiamento a taxas de juro mais baixas.

O governante acrescentou que os novos fundos de financiamento para as empresas estão a ser disponibilizados pelas instituições financeiras, tendo já saído alguns avisos e estando outros na calha para saírem "na próxima semana".

"Vão possibilitar aos empresários investirem sem terem de se endividar ou investirem com taxas de juro mais baixas e com melhores condições, para que consigam fazer e planear investimentos com mais longo prazo", sublinhou.

Caldeira Cabral falava em Braga, durante o Fórum Económico sobre "Desafios para a Economia Portuguesa", promovido pela InvestBraga.

Para o ministro da Economia, a nova estrutura de financiamento contribuirá para diminuir o risco das empresas, "permitindo-lhes fazer o que devem fazer, que é investir, criar emprego e levar para a frente os seus projetos".

Caldeira Cabral destacou ainda a aposta na transferência de conhecimento para as empresas e na valorização dos trabalhadores, "melhorando o que as empresas estão a fazer".

Exclusivos

Premium

Espanha

Bolas de aço, berlindes, fisgas e ácido. Jovens lançaram o caos na Catalunha

Eram jovens, alguns quase adultos, outros mais adolescentes, deixaram a Catalunha em estado de sítio. Segundo a polícia, atuaram organizadamente e estavam bem treinados. José Manuel Anes, especialista português em segurança e criminalidade, acredita que pertenciam aos grupos anarquistas que têm como causa "a destruição e o caos" e não a luta independentista.