Kriti Sharma: “Jovens de hoje vão fazer trabalhos que ainda não existem”

Mais presente no quotidiano do que se pensa, a IA deve ter as mesmas regras éticas que valorizamos para humanos, considera a responsável.

A vice-presidente de inteligência artificial (IA) da Sage e uma das jovens líderes das Nações Unidas diz que é necessário minimizar os preconceitos das máquinas e preparar o mercado de trabalho para um futuro radicalmente diferente.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG