Joe Berardo: “Tenho servido de bode expiatório”

Berardo diz que não quis ofender ninguém, mas que não vai aceitar passivamente ser tratado como “bode expiatório".

É o contra-ataque de Joe Berardo. O empresário madeirense emitiu um comunicado esta quinta-feira em que acusa estar a ser tratado como o “bode expiatório de todos os males do sistema financeiro português desde 2007”, desde que foi ouvido na nova comissão parlamentar de inquérito à gestão da Caixa Geral de Depósitos (CGD).

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Exclusivos