IVA desce na eletricidade e gás natural. Quando, quanto e para quem?

Conselho de Ministros aprovou esta quarta-feira a redução do IVA de 23% para 6%, na componente fixa de eletricidade e gás natural para os consumidores com potência mais baixa.

A medida, que vai entrar em vigor a 1 de julho, estava prevista no Orçamento do Estado para 2019, num ano marcado por eleições europeias e legislativas.

A aprovação surge depois do OK do Comité do IVA da Comissão Europeia, que deu "luz verde" à descida da taxa do imposto sobre os contadores com potência contratada mais baixa.

Fica assim reposta a taxa de IVA aplicada à energia elétrica e ao gás natural que existia antes da chegada da troika ao país, em 2011.

Porque desce a taxa de IVA na eletricidade e no gás natural?

Com a chegada da troika ao país, em 2011, a taxa de IVA subiu de 6% para 23%. Agora vai ser reposta a taxa pré-troika. A medida estava prevista no Orçamento do Estado para 2019 e foi aprovada pelo Governo no dia 24 de abril na sequência da "luz verde" dada por Bruxelas.

A taxa será igual em todo o país?

Não, a taxa reduzida do IVA será de 6% no Continente e de 4% e 5%, respetivamente, nas Regiões Autónomas dos Açores e da Madeira.

Quais os consumidores abrangidos pela descida do IVA?

São abrangidos apenas os clientes com potência contratada de eletricidade até 3,45Kva e consumos em baixa pressão de gás natural que não ultrapassem os 10.000m3 por ano. A medida tem impacto tanto no mercado regulado como no liberalizado.

Quantas famílias serão abrangidas?

O Governo estima que a descida do IVA vai beneficiar mais de três milhões de contratos de eletricidade e 1,4 milhões de contratos de gás natural.

Quanto vai descer a fatura a luz para os clientes abrangidos?

A descida do IVA, mais a transferência de 190 milhões de euros para abater ao défice tarifário, vai resultar numa redução de cerca de 6% na conta de eletricidade e de gás. Por exemplo, o Governo estimou que, para um consumo de 180kWh, numa potência de 3,45 kVA, a poupança será de 33,84 euros por ano se for cliente EDP; 32,76 euros se for cliente Endesa e de 27,72 euros se for cliente Gold Energy. Para um consumo de 100kwh na mesma potência, as poupanças serão de 23,28 euros por ano na EDP, 22,68 euros na Endesa e 19,92 euros na Gold Energy.

Quando é que a medida entra em vigor?

A descida de IVA vai entrar em vigor em 1 de julho de 2019.

Qual o impacto financeiro desta medida no Orçamento do Estado?

A perda de receita fiscal está estimada em cerca de 19 milhões no seis meses que ainda restam do ano. Ou seja, o custo da descida do IVA ronda os 37 milhões de euros por ano.

Exclusivos

Premium

EUA

Elizabeth Warren tem um plano

Donald Trump continua com níveis baixos de aprovação nacional, mas capacidade muito elevada de manter a fidelidade republicana. A oportunidade para travar a reeleição do mais bizarro presidente que a história recente da América revelou existe: entre 55% e 60% dos eleitores garantem que Trump não merece segundo mandato. A chave está em saber se os democratas vão ser capazes de mobilizar para as urnas essa maioria anti-Trump que, para já, é só virtual. Em tempos normais, o centrismo experiente de Joe Biden seria a escolha mais avisada. Mas os EUA não vivem tempos normais. Kennedy apontou para a Lua e alimentava o "sonho americano". Obama oferecia a garantia de que ainda era possível acreditar nisso (yes we can). Elizabeth Warren pode não ter ambições tão inspiradoras - mas tem um plano. E esse plano da senadora corajosa e frontal do Massachusetts pode mesmo ser a maior ameaça a Donald Trump.