WhatsApp limita partilha de mensagem por utilizador

Cada pessoa só vai poder reenviar a mesma mensagem cinco vezes. Objetivo é limitar a propagação de fake news.

A aplicação de mensagens WhatsApp vai limitar o número de vezes que uma mensagem pode ser enviada pela mesma pessoa. Até aqui a mesma mensagem podia ser partilhada para 20 chats de conversas, agora esse limite cai para as cinco, revelou a empresa num evento em Jacarta, na Indonésia.

Há seis meses, a WhatsApp, detida pelo Facebook, anunciou que ia começar esse teste na Índia. O objetivo é limitar a difusão de notícias falsas. A empresa, referiu à BBC, que tomou a decisão de alargar as restrições a todo o mundo depois de analisar cuidadosamente os resultados da experiência na Índia.

"Vai ajudar a manter o WhatsApp focado nas mensagens privadas com os contactos mais próximos. Vamos continuar a ouvir o feedback dos utilizadores sobre esta experiência, e com o tempo, procurar novas maneiras de controlar os conteúdos virais", referiu o porta-voz da empresa.

Cada grupo do WhatsApp está limitado a 256 membros. O que quer dizer que, agora, no limite a mesma mensagem chega a 1280 pessoas. Até aqui, esse limite era de 5120 pessoas.

Apesar do limite agora imposto, isso não significa que cada um dos utilizadores que receba uma notícia falsa não possa também partilha cinco vezes em cinco conversas diferentes alargando assim a audiência que terá acesso.

Exclusivos

Premium

Maria Antónia de Almeida Santos

Uma opinião sustentável

De um ponto de vista global e a nível histórico, poucos conceitos têm sido tão úteis e operativos como o do desenvolvimento sustentável. Trouxe-nos a noção do sistémico, no sentido em que cimentou a ideia de que as ações, individuais ou em grupo, têm reflexo no conjunto de todos. Semeou também a consciência do "sustentável" como algo capaz de suprir as necessidades do presente sem comprometer o futuro do planeta. Na sequência, surgiu também o pressuposto de que a diversidade cultural é tão importante como a biodiversidade e, hoje, a pobreza no mundo, a inclusão, a demografia e a migração entram na ordem do dia da discussão mundial.