Investimento entre agosto e outubro ascendeu a 102,8 milhões de euros

O investimento captado dos vistos 'gold' entre agosto e outubro ascendeu a 102,8 milhões de euros, dos quais 93 milhões de euros correspondem à compra de imóveis, de acordo com dados do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF).

No final de julho, o investimento acumulado por via da Autorização de Residência para Atividade de Investimento (ARI), também conhecida como visto 'gold', atingiu os 3.223.403.061,34 euros.

Em agosto e setembro, o SEF não publicou as estatísticas mensais acumuladas, só voltando a divulgá-las em outubro, altura em que o investimento acumulado ascendia a 3.326.273.404,63 euros.

A Lusa pediu por várias vezes os mapas de agosto e setembro e questionou o SEF sobre a razão de os dados não terem sido publicados naqueles meses, ao contrário do que tem acontecido, tendo o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) reiterado que "o tratamento estatístico solicitado, dos dados cumulativos referentes a agosto e setembro, foi efetuado englobando os três meses (agosto, setembro e outubro), pelo que foi disponibilizado o respetivo mapa cumulativo no mês de outubro".

De acordo com contas feitas pela Lusa, de agosto até final de outubro o investimento total captado foi de 102.870.343, 29 euros, dos quais 93.147.494,2 euros por via de aquisição de imóveis e 9.722.849,09 euros pelo critério de transferência de capital.

Neste período, foram atribuídos 169 vistos 'dourados'.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Operação Marquês

Granadeiro chama 5.º mais rico do mundo para o defender

O quinto homem mais rico do mundo, o mexicano Carlos Slim Helú, é uma das 15 testemunhas que Henrique Granadeiro nomeou para serem ouvidas na fase de instrução do processo Marquês. Começa hoje a defesa do antigo líder da Portugal Telecom, que é acusado de ter recebido 24 milhões de euros do GES para beneficiar o grupo em vários negócios.