Vendas de carros ligeiros recuam 4,4% no primeiro semestre

Portugueses estão a comprar menos carros há cinco meses consecutivos. Renault lidera vendas, enquanto Citroën entra para o pódio.

As vendas de carros ligeiros recuaram 4,4% nos primeiros seis meses de 2019. Os portugueses compraram 128 595 unidades no primeiro semestre, o que compara com os 134 561 registos verificados no período homólogo de 2018, segundo os números divulgados esta segunda-feira pela ACAP - Associação Automóvel de Portugal.

A Renault domina a tabela de vendas, com 18 094 carros vendidos, mesmo que tenha registado uma quebra de 9,3% no primeiro semestre. Nas rivais francesas, os resultados foram em sentido contrário: a Peugeot aumentou as vendas em 1,6%, com 13 696 unidades; a Citroën teve uma subida mais expressiva, de 15,3%, para 8861 veículos.

Com quebras nas vendas, Fiat e Mercedes surgem muito perto da Citroën, no quarto e quinto lugares, respetivamente. A marca italiana vendeu 8762 automóveis; a insígnia alemã matriculou 8653 unidades.

BMW, Opel, Seat, Nissan e Volkswagen fecham os dez primeiros lugares.

Mercado total recua

Entre ligeiros e pesados, o mercado automóvel português recuou 3,7% nos primeiros seis meses de 2019, para 150 688 unidades. O crescimento de 19,8% das vendas de pesados, para 3078 unidades, não travou o recuo de 4,1% nos automóveis ligeiros, para 147 610 matrículas.

Junho marcou o quinto mês consecutivo de quebra de vendas de veículos ligeiros, destaca a ACAP na nota de imprensa. "Em junho de 2019 foram matriculados pelos representantes legais de marca a operar em Portugal 29.743 veículos automóveis, ou seja, menos 4 por cento do que em igual mês do ano anterior. Assim, o mercado mantém-se em queda pelo quinto mês consecutivo."

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Exclusivos