Uma multidão num pequeno espaço "sufoca" Macau

Macau tem 650 mil habitantes concentrados em 32 quilómetros quadrados

O excesso de volume de pessoas e tráfego rodoviário faz com que Macau sofra de uma saturação do espaço público, um problema que urge resolver. Quem o disse foi José Luís Sales Marques, Presidente do Instituto de Estudos Europeus de Macau e ex-presidente do Leal Senado, que falava na sessão plenária de sexta.-eira integrada no Lisbon Mobi Summit (LMS), que decorre no SUD Lisboa, em Belém.

Para dar uma ideia da dimensão do problema de mobilidade existente nesta região, este responsável avança com alguns números: Macau tem 650 mil habitantes concentrados em 32 quilómetros quadrados. Além do mais tem 30 milhões de visitantes por ano.

Estes dados estatísticos, como é evidente e segundo este orador, fazem com que "transportes e vias públicas tenham uma densidade populacional muito grande".

Mais: a acrescentar a isto, há um enorme volume de carros topo de ganha que são inimigos do ambiente e das questões ligadas à mobilidade.

Segundo José Luís Sales Marques, este problema começou a ser resolvido aquando da elaboração de um plano de urbanístico que data de 2010. Mas a solução está longe de chegar.

Ler mais

Exclusivos

Premium

João Gobern

País com poetas

Há muito para elogiar nos que, sem perspectivas de lucro imediato, de retorno garantido, de negócio fácil, sabem aproveitar - e reciclar - o património acumulado noutras eras. Ora, numa fase em que a Poesia se reergue, muitas vezes por vias "alternativas", de esquecimentos e atropelos, merece inteiro destaque a iniciativa da editora Valentim de Carvalho, que decidiu regressar, em edições "revistas e aumentadas", ao seu magnífico espólio de gravações de poetas. Originalmente, na colecção publicada entre 1959 e 1975, o desafio era grande - cabia aos autores a responsabilidade de dizerem as suas próprias criações, acabando por personalizá-las ainda mais, injectando sangue próprio às palavras que já antes tinham posto ao nosso dispor.