Turismo europeu premeia TAP

Companhia aérea portuguesa foi premiada na ronda europeia dos World Travel Awards, tendo conquistado três prémios de líder na Europa e destacando-se entre as transportadoras europeias

É a companhia europeia líder para África e para a América do Sul e tem a melhor revista de bordo, a UP Magazine. A TAP foi distinguida com três prémios nos World Travel Awards, votação online de profissionais do setor do Turismo e consumidores, ontem, na Gala europeia dos óscares do Turismo, em Atenas.

A TAP foi assim, mais uma vez, considerada a Companhia Aérea da Europa Líder para a América do Sul, a Companhia Aérea da Europa Líder para África e a sua revista de bordo, a UP Magazine, foi reconhecida, pela quarta vez consecutiva, como Líder na Europa.

Instituídos em 1993, os World Travel Awards celebram nesta edição 25 anos, com o objetivo de recompensar e distinguir a excelência em todos os setores da indústria do Turismo. Hoje, são globalmente reconhecidos como a definitiva chancela de qualidade, com os vencedores a constituírem-se como a referência de excelência à qual todos os outros aspiram.

Ler mais

Exclusivos

Premium

João Almeida Moreira

Bolsonaro, curiosidade ou fúria

Perante um fenómeno que nos pareça ultrajante podemos ter uma de duas atitudes: ficar furiosos ou curiosos. Como a fúria é o menos produtivo dos sentimentos, optemos por experimentar curiosidade pela ascensão de Jair Bolsonaro, o candidato de extrema-direita do PSL em quem um em cada três eleitores brasileiros vota, segundo sondagem de segunda-feira do banco BTG Pactual e do Instituto FSB, apesar do seu passado (e presente) machista, xenófobo e homofóbico.

Premium

Rosália Amorim

"Sem emoção não há uma boa relação"

A frase calorosa é do primeiro-ministro António Costa, na visita oficial a Angola. Foi recebido com pompa e circunstância, por oito ministros e pelo governador do banco central e com honras de parada militar. Em África a simbologia desta grande receção foi marcante e é verdadeiramente importante. Angola demonstrou, para dentro e para fora, que Portugal continua a ser um parceiro importante. Ontem, o encontro previsto com João Lourenço foi igualmente simbólico e relevante para o futuro desta aliança estratégica.