Trump cai quase 100 lugares na lista da Forbes dos norte-americanos mais ricos

Presidente norte-americano passou do 156º posto para o 248º lugar

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, caiu quase uma centena de posições na lista dos norte-americanos mais ricos, anualmente publicada pela revista Forbes, que lhe atribui uma fortuna de 3,1 mil milhões de dólares.

Como habitualmente nos últimos anos, a lista deste ano é encabeçada pelo cofundador da Microsoft, Bill Gates, com ativos valorizados em 89 mil milhões de dólares, mas Trump baixou do 156º posto do ano passado para o 248º lugar.

No artigo citado pela agência de notícias espanhola Efe, a Forbes lembra que quando Trump chegou à Casa Branca, a 20 de janeiro deste ano, tornou-se no primeiro chefe de Estado dos Estados Unidos a ter uma fortuna superior a mil milhões de dólares.

Com 71 anos, Trump viu o valor dos seus ativos reduzido em 600 milhões de dólares desde a última contabilização, entre outras razões pela desvalorização do mercado imobiliário em Nova Iorque.

Trump está na lista dos 400 norte-americanos mais ricos desde 1982.

O ranking mais importante que difunde esta revista, o das personalidades mais ricas de todo o mundo, é normalmente publicado em março de cada ano.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Opinião

Os aspirantes a populistas

O medo do populismo é tão grande que, hoje em dia, qualquer frase, ato ou omissão rapidamente são associados a este bicho-papão. E é, de facto, um bicho-papão, mas nem tudo ou todos aqueles a quem chamamos de populistas o são de facto. Pelo menos, na verdadeira aceção da palavra. Na semana em que celebramos 45 anos de democracia em Portugal, talvez seja importante separarmos o trigo do joio. E percebermos que há políticos com quem podemos concordar mais ou menos e outros que não passam de reles cópias dos principais populistas mundiais, que, num fenómeno de mimetismo - e de muito oportunismo -, procuram ocupar um espaço que acreditam estar vago entre o eleitorado português.