Trabalhadores por conta própria são 16,9% da população empregada

Quase dois terços indicaram ser os próprios quem decide o horário de trabalho diário

O número de trabalhadores por conta própria em Portugal era de 806,2 mil no segundo trimestre, o que corresponde a 16,9% da população empregada total, divulgou hoje o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Daqueles, 27,5% exerciam a sua atividade com pessoas ao serviço (como empregadores) e 72,5% faziam-no sem pessoas ao serviço (como isolados).

De acordo com os resultados do módulo 'ad hoc' de 2017 do Inquérito ao Emprego, mais de metade (53%) declaram ter tido 10 ou mais clientes, em que nenhum deles tinha posição dominante.

Quase dois terços (63,7%) indicaram ser os próprios quem decide o horário de trabalho diário.

Um terço (33,6%) apontaram como principais razões para serem trabalhadores por conta própria ter aparecido uma boa oportunidade e dar continuidade ou trabalhar num negócio familiar.

Entre as principais dificuldades sentidas no exercício da atividade económica, 29,5% referiram-se aos períodos sem trabalho e a existência de clientes que não pagam ou que pagam tarde.

Quase um terço (30,6%) trabalham com parceiros profissionais, acrescenta o INE.

Segundo o inquérito realizado, 57,5% não preveem empregar pessoas nem recorrer a subcontratações nos próximos 12 meses e têm níveis médios de satisfação no trabalho menores do que os trabalhadores por conta de outrem, mas maior autonomia profissional.

Exclusivos