Taxa dos sacos de plástico previa 40 milhões. Só deu 1,5 milhões

Superfícies comerciais apostaram em vender sacos mais grossos e de papel: não estão sujeitos à taxa verde e o valor não vai para o Estado

Em vez dos 40 milhões de euros esperados, a taxa dos sacos de plástico rendeu em 2015 apenas 1,5 milhões de euros. Este valor foi avançado ao Dinheiro Vivo pelo Ministério do Ambiente e da Mobilidade e corresponde a apenas 3,75% do encaixe previsto quando foi lançada a reforma da fiscalidade verde e que deveria compensar a quebra de receita do lado do IRS, provocada pela suavização deste imposto junto das famílias com dependentes.

Exclusivos