S&P. Alguns governos do euro encostaram-se ao dinheiro barato do BCE

S&P, juntamente com Moody's e Fitch classifica a dívida portuguesa como investimento arriscado, especulativo (lixo).

O crescimento económico dos países da zona euro é débil e mostra um futuro pouco promissor em parte porque os governos parecem ter-se acomodado à política de dinheiro barato do Banco Central Europeu (BCE), evitando assim fazer as reformas estruturais ambiciosas "necessárias" para impulsionar as economias, avisou a Standard & Poor"s (S&P), num estudo publicado nesta segunda-feira.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Últimas notícias

Conteúdo Patrocinado

Mais popular