Site da Worten usado para extrair criptomoeda

Problema aconteceu na tarde de terça-feira

O site da Worten esteve a ser usado durante a tarde de ontem, terça-feira, para extrair criptomoeda. Os computadores que acediam ao site estavam, sem saber, a ser usados para retirar moeda digital, através de um malware instalado nos servidores do site. Fonte da empresa refere ao DN que "a ocorrência no website worten.pt não configurou um ataque informático, mas um acesso não autorizado".

"A situação foi imediatamente detetada e resolvida com celeridade, não tendo afetado nem os clientes nem a plataforma", garantiu o retalhista.

De acordo com o Observador, a criptomoeda em causa terá sido a "monero", que também já tinha sido extraída através do site de Cristiano Ronaldo em outubro do ano passado. Já em janeiro, o site do Dinheiro Vivo, da Global Media, proprietária também do Diário de Notícias, foi também usado para um processo semelhante.

A extração de moeda digital por este meio é feita sem que os utilizadores saibam que estão a ser usados para isso. As consequências são normalmente em termos de rapidez de ligação.

Exclusivos