Ryanair ameaça com despedimentos e redução de frota em resposta às greves

Para a companhia irlandesa esta será a medida a tomar, durante o programa de inverno, para responder às "greves desnecessárias" das "minorias".

O preço do combustível, as tarifas, os custos com tripulação e os sucessivos conflitos laborais contribuíram para uma redução de 20% nos lucros Ryanair, anunciados esta segunda-feira. Mas nem por isso a tensão tende a acalmar. A companhia irlandesa ameaça agora reduzir a frota e avançar com despedimentos caso as greves continuem. A mensagem foi deixada na nota de apresentação de resultados trimestrais.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Ler mais

Exclusivos

Premium

Saúde

Empresa de anestesista recebeu meio milhão de euros num ano

Há empresas (muitas vezes unipessoais) onde os anestesistas recebem o dobro do oferecido no Serviço Nacional de Saúde para prestarem serviços em hospitais públicos carenciados. Aquilo que a lei prevê como exceção funciona como regra em muitas unidades hospitalares. Ministério diz que médicos tarefeiros são recursos de "última instância" para "garantir a prestação de cuidados de saúde com qualidade a todos os portugueses".