Rio Douro com 1,2 milhões de turistas em 2017

A Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo informou que o crescimento de 35% face a 2016 "supera todas as expectativas"

A Via Navegável do Douro registou um recorde de passageiros em 2017, contabilizando cerca de 1,2 milhões de turistas nas embarcações que cruzam este rio, anunciou esta terça-feira a entidade gestora.

A Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo (APDL) informou, em comunicado, que o crescimento de 35% face a 2016 "supera todas as expectativas". A APDL previa fechar o ano passado com um milhão de passageiros.

Desde 2015, ano em que a gestão da Via Navegável do Douro passou para a APDL, o transporte de passageiros neste canal registou "um incremento de 78%, ou seja, mais 560.999 turistas".

A administração dos portos adiantou que quer continuar a "potenciar o tráfego de passageiros marítimo-fluvial" e espera que, em 2019, se ultrapasse a barreira dos 1,3 milhões.

Segundo a entidade, o transporte de mercadorias também registou um aumento exponencial em 2017, com cerca de 52 mil toneladas de carga movimentada, o que representa um aumento de 66% face ao ano anterior.

A principal mercadoria transportada na Via Navegável do Douro foi o granito, proveniente dos portos comerciais da Várzea e Sardoura, para exportação com destino, maioritariamente, aos Países Baixos, Alemanha e Suécia.

No ano passado, cruzaram o Douro 149 embarcações, de 61 operadores, com turistas provenientes, maioritariamente, do Reino Unido, Alemanha e França, que optaram por viajar em pequenas embarcações, cruzeiros de um dia ou barcos-hotéis, e por programas que vão desde uma hora até uma semana.

A Via Navegável do Douro, que vai desde Barca de Alva até ao Porto, abriu em toda a extensão em 1990.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Rosália Amorim

"Sem emoção não há uma boa relação"

A frase calorosa é do primeiro-ministro António Costa, na visita oficial a Angola. Foi recebido com pompa e circunstância, por oito ministros e pelo governador do banco central e com honras de parada militar. Em África a simbologia desta grande receção foi marcante e é verdadeiramente importante. Angola demonstrou, para dentro e para fora, que Portugal continua a ser um parceiro importante. Ontem, o encontro previsto com João Lourenço foi igualmente simbólico e relevante para o futuro desta aliança estratégica.

Premium

Diário de Notícias

A ditadura em Espanha

A manchete deste dia 19 de setembro de 1923 fazia-se de notícias do país vizinho: a ditadura em Espanha. "Primo de Rivera propõe-se governar três meses", noticiava o DN, acrescentando que, "findo esse prazo, verá se a opinião pública o anima a organizar ministério constitucional". Explicava este jornal então que "o partido conservador condena o movimento e protesta contra as acusações que lhe são feitas pelo ditador".