Retoma ganha força, mas peso da dívida pública continua a subir

Dívida pública passou 249 mil milhões, batendo novo máximo em junho. Aumento de quase 4% face a junho de 2016. Parte dele vem dos depósitos: mais 8%.

A economia estará a crescer atualmente ao ritmo mais elevado dos últimos 17 anos, acima de 3%, indicam vários peritos em conjuntura, mas apesar desta expansão do Produto Interno Bruto (PIB), o peso da dívida pública no PIB continua a aumentar porque o endividamento está a ir mais rápido.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Ler mais

Exclusivos

Premium

João Almeida Moreira

Bolsonaro, curiosidade ou fúria

Perante um fenómeno que nos pareça ultrajante podemos ter uma de duas atitudes: ficar furiosos ou curiosos. Como a fúria é o menos produtivo dos sentimentos, optemos por experimentar curiosidade pela ascensão de Jair Bolsonaro, o candidato de extrema-direita do PSL em quem um em cada três eleitores brasileiros vota, segundo sondagem de segunda-feira do banco BTG Pactual e do Instituto FSB, apesar do seu passado (e presente) machista, xenófobo e homofóbico.