Residentes não habituais pagaram 79,9 milhões de IRS em 2018

Com IRS reduzido, Estado deixou de cobrar 592,9 milhões. Grupo de trabalho defende maior análise ao impacto dos perto de 30 mil beneficiários.

O Estado encaixou no ano passado 79,9 milhões em imposto sobre os rendimentos de beneficiários do regime de residência não habitual, indica um relatório publicado hoje. O documento, realizado por 12 peritos para a revisão dos benefícios fiscais, defende a necessidade de se avaliar melhor o contributo fiscal para Portugal de quem usufrui de isenções e de uma taxa reduzida de IRS de 20% ao mudar para o país.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Exclusivos