Reformados congratulam-se com hipótese de aumento das pensões

APRe! reage à proposta avançada pelo líder do PCP

A Associação de Pensionistas e Reformados (APRe!) congratulou-se hoje com a possibilidade de um aumento de 10 euros nas pensões, como defende o PCP e o BE, considerando-a "uma medida urgente".

Maria do Rosário Gama, presidente da APRe!, reagia desta forma à proposta avançada pelo líder do PCP, Jerónimo de Sousa, em entrevista ao Diário de Notícias e TSF, de um aumento geral de 10 euros em todas as pensões.

"É uma medida que é urgente porque as pensões mínimas são mesmo muito mínimas, e isso torna muito difícil a vida de quem vive só com esse valor", avançou à Lusa.

Maria do Rosário Gama lembrou ainda que as pensões mínimas já estiveram indexadas ao salário mínimo, uma medida que entretanto acabou, tendo sido depois criado, em 2005, o completo solidário para idosos.

Maria do Rosário Gama disse que a proposta do PCP é uma medida que a APRe "vê com bons olhos", defendendo que o aumento deve ser "igual para todos", apesar de poder ser estabelecido um teto.

"A par disso, defendemos um descongelamento das pensões que estão congeladas há mais de 10 anos, com os pensionistas a perderem o poder de compra desde então", sublinhou.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Rosália Amorim

"Sem emoção não há uma boa relação"

A frase calorosa é do primeiro-ministro António Costa, na visita oficial a Angola. Foi recebido com pompa e circunstância, por oito ministros e pelo governador do banco central e com honras de parada militar. Em África a simbologia desta grande receção foi marcante e é verdadeiramente importante. Angola demonstrou, para dentro e para fora, que Portugal continua a ser um parceiro importante. Ontem, o encontro previsto com João Lourenço foi igualmente simbólico e relevante para o futuro desta aliança estratégica.