Quase 100 mil pastéis de nata e muitos quilómetros de cabos de fibra

Os números da Web Summit

Durante os três dias da Web Summit, mais de 1300 investidores estiveram em Lisboa, foram comidos 97 mil pastéis de nata e os pavilhões estiveram sempre cheiros. No final da conferência internacional de tecnologia, e feitas as contas, pode perceber-se que o evento foi o sucesso que os portugueses esperavam - e queriam - que fosse.

Segundo os números da organização, a Web Summit, que este ano se realizou pela primeira vez em Lisboa, juntou milhares de visitantes e oradores, mais precisamente 53,056 pessoas vindas de 166 países. E mais de quatro milhões de pessoas que não puderam vir ao evento assistiram às conferências ao vivo pelo Facebook.

Foram necessários 37 mil quilómetros de cabos de fibra ótica para alimentar o evento, o que equivaleria a subir uma montanha quatro vezes mais alta que o Evereste com o cabo na mão.

E os pavilhões estiveram sempre cheios, maioritariamente de jovens.

Foram apresentadas ideias e soluções sobre agricultura, inteligência artificial, jogos, desporto, vendas, cidades, transportes, segurança, água, empregos e relações sociais.

Mais de 1300 dos mais influentes investidores em tecnologia estiveram na capital portuguesa, assim como 667 oradores. Do lado dos empreendedores, estiveram no evento 1490 empresas startup para apresentar ideias e pedir apoios. As sessões de aconselhamento e conversas entre investidores e empreendedores acumularam cerca de 650 horas. Centenas de startups juntaram-se ainda aos vários programas de apoio da Web Summit.

A partir da aplicação da Web Summit, foram enviadas 1,835,841 mensagens e o tempo médio de utilização desta aplicação foi de 12:26 minutos.

No Facebook, a organização deixou um vídeo dos melhores momentos em Lisboa.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Daniel Deusdado

Estou a torcer por Rio apesar do teimoso Rui

Meu Deus, eu, de esquerda, e só me faltava esta: sofrer pelo PSD... É um problema que se agrava. Antigamente confrontava-me com a fria ministra das Finanças, Manuela Ferreira Leite, e agora vejo a clarividente e humana comentadora Manuela Ferreira Leite... Pacheco Pereira, um herói na cruzada anti-Sócrates, a voz mais clarividente sobre a tragédia da troika passista... tornou-se uma bússola! Quanto não desejei que Rangel tivesse ganho a Passos naquele congresso trágico para o país?!... Pudesse eu escolher para líder a seguir a Rio, apostava tudo em Moreira da Silva ou José Eduardo Martins... O PSD tomou conta dos meus pesadelos! Precisarei de ajuda...?

Premium

arménios na síria

Escapar à Síria para voltar à Arménia de onde os avós fugiram

Em 1915, no Império Otomano, tiveram início os acontecimentos que ficariam conhecidos como o genocídio arménio. Ainda hoje as duas nações continuam de costas voltadas, em grande parte porque a Turquia não reconhece que tenha havido uma matança sistemática. Muitas famílias procuraram então refúgio na Síria. Agora, devido à guerra civil que começou em 2011, os netos daqueles que fugiram voltam a deixar tudo para trás.