Quando os recibos verdes se tornam num "pesadelo"

Ser 'freelancer' pode ser sinónimo de "pesadelos com recibos verdes". A ProNobis promete resolver alguns dos problemas.

Ser freelancer é sinónimo de fazer o que se gosta. No entanto, pode também querer dizer "problemas à vista", nomeadamente quando toca a despesas. A sua atividade profissional é imprevisível, assim como os seus rendimentos. Um trabalhador independente não tem os mesmos direitos que aquele que trabalha por conta de outrem e, na grande parte dos casos, suporta um custo maior para exercer a sua profissão. Dificuldades em caso de desemprego, baixa por doença apenas após 31 dias, contribuições obrigatórias mesmo quando não há rendimentos e seguro pago pelo próprio são apenas alguns exemplos.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Ler mais

Exclusivos

Premium

João Gobern

País com poetas

Há muito para elogiar nos que, sem perspectivas de lucro imediato, de retorno garantido, de negócio fácil, sabem aproveitar - e reciclar - o património acumulado noutras eras. Ora, numa fase em que a Poesia se reergue, muitas vezes por vias "alternativas", de esquecimentos e atropelos, merece inteiro destaque a iniciativa da editora Valentim de Carvalho, que decidiu regressar, em edições "revistas e aumentadas", ao seu magnífico espólio de gravações de poetas. Originalmente, na colecção publicada entre 1959 e 1975, o desafio era grande - cabia aos autores a responsabilidade de dizerem as suas próprias criações, acabando por personalizá-las ainda mais, injectando sangue próprio às palavras que já antes tinham posto ao nosso dispor.