Plástico biodegradável mais próximo da realidade

Embora seja considerado um maiores poluentes da atualidade, o plástico não vai deixar de ser utilizado pelo público durante os próximos anos. Demasiados objetos do dia-a-dia são feitos com este material derivado de petróleo, que não é biodegradável e representa um perigo para a saúde de muitas espécies aquáticas de animais. Mas a solução poderá […]

Embora seja considerado um maiores poluentes da atualidade, o plástico não vai deixar de ser utilizado pelo público durante os próximos anos. Demasiados objetos do dia-a-dia são feitos com este material derivado de petróleo, que não é biodegradável e representa um perigo para a saúde de muitas espécies aquáticas de animais. Mas a solução poderá estar mais próxima. Enquanto outras pesquisas têm-se preocupado em desenvolver materiais que possam consumir os restos de plástico, um grupo de investigadores da Universidade Estadual do Colorado, nos Estados Unidos, desenvolveram um plástico biológico e biodegradável. Chamado P3HB, é produzido por bactérias, algas e outros […]

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Ler mais

Exclusivos

Premium

Adriano Moreira

O relatório do Conselho de Segurança

A Carta das Nações Unidas estabelece uma distinção entre a força do poder e o poder da palavra, em que o primeiro tem visibilidade na organização e competências do Conselho de Segurança, que toma decisões obrigatórias, e o segundo na Assembleia Geral que sobretudo vota orientações. Tem acontecido, e ganhou visibilidade no ano findo, que o secretário-geral, como mais alto funcionário da ONU e intervenções nas reuniões de todos os Conselhos, é muitas vezes a única voz que exprime o pensamento da organização sobre as questões mundiais, a chamar as atenções dos jovens e organizações internacionais, públicas e privadas, para a necessidade de fortalecer ou impedir a debilidade das intervenções sustentadoras dos objetivos da ONU.