Pagamentos em atraso dos serviços públicos pioram 221 milhões de euros

Centeno diz que reforço de capital dos hospitais feito no final de 2017 "vai garantir uma redução dos pagamentos em atraso mais pronunciada em 2018".

O valor dos pagamentos em atraso dos serviços públicos aos seus fornecedores piorou em 2017. De acordo com uma nota das Finanças, divulgada esta quinta-feira, esse volume de pagamentos fora do prazo estipulado aumentou 221 milhões de euros no ano passado face a 2016.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Ler mais

Exclusivos