Orçamento da UE resolve-se com aumento da contribuição dos Estados-Membros

António Costa defende que se deve aumentar a contribuição de cada Estado-membro dos atuais 1,14% do Rendimento Nacional Bruto para um mínimo de 1,18%.

O primeiro-ministro defendeu esta quarta-feira que a chave para um acordo sobre o orçamento europeu passa por aumentar a contribuição de cada Estado-membro dos atuais 1,14% do Rendimento Nacional Bruto (RNB) para um mínimo de 1,18%.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Ler mais

Exclusivos