Novo escândalo afeta mais 800 mil carros da Volkswagen

A fabricante automóvel anunciou ter descoberto "inconsistências inexplicadas" na medição de CO2

A Volkswagen anunciou esta terça-feira que descobriu "inconsistências por explicar" ao determinar os níveis de emissões de dióxido de carbono de certos veículos. O novo problema poderá afetar cerca de 800 mil veículos.

Num comunicado emitido esta terça-feira e citado pela Bloomberg, a fabricante automóvel anunciou que, numa investigação interna na sequência do escândalo causado por uma fraude nalguns motores a diesel da empresa, foram descobertas novas inconsistências nas emissões de dióxido de carbono.

A empresa não revelou ainda quais os tipos de motores afetados, embora tenha dito que o problema estará em cerca de 800 mil veículos. Uma "estimativa inicial" admite que os riscos económicos para a Volkswagen possam rondar os 2.000 milhões de euros.

Na segunda-feira, a Agência Ambiental norte-americana denunciou que a Volkswagen instalou dispositivos de manipulação de emissões poluentes em automóveis em motores 3.0, incluindo o Touareg 2014, o Porsche Canyenne 2015 e o Audi A6 Quattro 2016, noticiou a Bloomberg.

A instalação deste dispositivo tecnológico permitiu que estes veículos passassem nos testes poluentes, embora as emissões fossem nove vezes superiores ao permitido por lei. O fabricante automóvel alemão terá instalado o dispositivo fraudulento para enganar os testes em modelos entre 2014 e 2016.

Na sequência desta denúncia, o grupo automóvel alemão negou a existência desse programa informático para falsear os resultados dos testes antipoluição nesses motores.

A 18 de setembro foram conhecidos publicamente os resultados de testes a emissões poluentes de viaturas equipadas com motores 'diesel' do grupo Volkswagen, relativamente às marcas Volkswagen, Audi, Seat e Sköda, concluindo-se pela existência de viaturas equipadas com um dispositivo que permite a manipulação de informação relativa a emissões poluentes.

O grupo alemão admitiu a existência de 11 milhões de carros nestas circunstâncias, e em Portugal, de acordo com informação divulgada pela SIVA, representante das marcas Volkswagen, Audi e Sköda, estima-se que existam cerca de 94 mil viaturas afetadas, mais 23 mil da marca Seat, totalizando 117 mil veículos.

Relacionadas

Últimas notícias

Brand Story

Tui

Mais popular

  • no dn.pt
  • Dinheiro
Pub
Pub