Novas regras das rendas aliviam especulação mas o problema ainda lá mora

Inquilinos cantam vitória. Proprietários apostam no esperar para ver. Arrendamento vai ter regras novas para equilibrar um mercado que se descontrolou

Num mercado com a porta fechada, vai abrir-se uma janela. Depois de anos a trepar paredes, inquilinos e proprietários veem nas novas regras do arrendamento um contrato-promessa de estabilidade. O descontrolo dos últimos anos foi tanto que é ilusão pensar que vai ficar resolvido em 2019, avisam, mas tanto quem paga renda como quem a recebe acredita que as novas medidas vão ajudar a pôr a casa em ordem.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Exclusivos

Premium

Maria Antónia de Almeida Santos

Uma opinião sustentável

De um ponto de vista global e a nível histórico, poucos conceitos têm sido tão úteis e operativos como o do desenvolvimento sustentável. Trouxe-nos a noção do sistémico, no sentido em que cimentou a ideia de que as ações, individuais ou em grupo, têm reflexo no conjunto de todos. Semeou também a consciência do "sustentável" como algo capaz de suprir as necessidades do presente sem comprometer o futuro do planeta. Na sequência, surgiu também o pressuposto de que a diversidade cultural é tão importante como a biodiversidade e, hoje, a pobreza no mundo, a inclusão, a demografia e a migração entram na ordem do dia da discussão mundial.