Nos Estados Unidos, a Tesla já bate recordes à rival Mercedes-Benz

A empresa norte-americana está também perto de ultrapassar a BMW.

Os números já são conhecidos e ditam uma estreia para a Tesla: ultrapassou a Mercedes-Benz em número de unidades vendidas nos Estados Unidos. De acordo com a Business Insider Australia, enquanto a Mercedes-Benz, conhecida como a maior fabricante de carros de luxo no mundo, vendeu 66.542 veículos no terceiro trimestre deste ano do mercado norte-americano, a Tesla conseguiu vender 69.925.

O relatório foi divulgado pela Atherton Research, que adiantou ainda que a empresa de automóveis elétricos está a uma distância de apenas de 1754 automóveis de ultrapassar também a BMW, resultados que a Atherton acredita que acontecerão no último trimestre de 2018.

A empresa de Elon Musk informou, ainda no início deste mês, que foram vendidos "mais de 80% dos automóveis vendidos em 2017" só no trimestre de setembro, que o CEO da empresa prometeu ser "o trimestre mais incrível" da história da Tesla. No total, 83.500 veículos.

A produtora de carros elétricos norte-americana está desde setembro sob investigação do Departamento de Justiça dos EUA, por fraude, depois de Elon Musk ter feito uma publicação no Twitter onde dizia ter "um fundo garantido". Admitiu sair da bolsa e fez, assim, as ações da empresa dispararem.

Mas a bonança não ficaria por muito tempo. A investigação, que ainda poderá levar meses a concluir, fez depois as ações caírem. Contudo, esta terça-feira, as ações da empresa viram um aumento de 4,9%.

Ler mais

Premium

Henrique Burnay

Isabel Moreira ou Churchill

Numa das muitas histórias que lhe são atribuídas, sem serem necessariamente verdadeiras, em resposta a um jovem deputado que, apontando para a bancada dos Trabalhistas, perguntou se era ali que se sentavam os seus inimigos, Churchill teria dito que não: "Ali sentam-se os nossos adversários, os nossos inimigos sentam-se aqui (do mesmo lado)." Verdadeira ou não, a história tem uma piada e duas lições. Depois de ler o que publicou no Expresso na semana passada, é evidente que a deputada Isabel Moreira não se teria rido de uma, nem percebido as outras duas.