Morada do cartão de cidadão pode retirar isenção de mais-valias

Se as moradas fiscal e de habitação própria e permanente não coincidirem, os contribuintes são chamados a pagar imposto.

A morada que consta do Cartão de Cidadão pode fazer toda a diferença quando a venda de um imóvel se atravessa na vida do contribuinte. Cristina Duarte viu esta diferença transformar-se numa fatura de IRS de algumas centenas de euros em mais-valias quando decidiu vender a sua casa. É que, apesar de aquela ser o único imóvel de que era proprietária e de a ter habitado durante anos, não beneficiou do regime de isenção de tributação que é atribuído aos rendimentos que resultam da venda da habitação própria e permanente.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Ler mais

Premium

Anselmo Borges

Francisco ​​​​​​​em Pequim?

1. A perseguição aos cristãos foi particularmente feroz durante a Revolução Cultural no tempo de Mao. Mas a situação está a mudar de modo rápido e surpreendente. Desde 1976, com a morte de Mao, as igrejas começaram a reabrir e há quem pense que a China poderá tornar-se mais rapidamente do que se julgava não só a primeira potência económica mundial mas também o país com maior número de cristãos. "Segundo os meus cálculos, a China está destinada a tornar-se muito rapidamente o maior país cristão do mundo", disse Fenggang Yang, professor na Universidade de Purdue (Indiana, Estados Unidos) e autor do livro Religion in China. Survival and Revival under Communist Rule (Religião na China. Sobrevivência e Renascimento sob o Regime Comunista). Isso "vai acontecer em menos de uma geração. Não há muitas pessoas preparadas para esta mudança assombrosa".