Maria Luís: "A decisão de não publicar as estatísticas foi errada"

Ex-ministra admite que decisão de não publicar estatísticas foi errada, mas sublinha que isso não apaga medidas luta contra a fraude

As transferências de cerca de 10 mil milhões de euros para paraísos fiscais que não foram controladas pela Autoridade Tributária e Aduaneira voltaram esta terça-feira ao Parlamento com a audição à ex-ministra das Finanças. Maria Luís Albuquerque afirma que a decisão [tomada pelo secretário de Estado Paulo Núncio] de não publicar as estatísticas "foi errada", mas lembra que isso não pode por em causa todo o trabalho que o anterior governo fez na luta contra a fraude e evasão fiscais.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Exclusivos