Juros do crédito da casa voltam a subir. Estão em máximos de três anos

É preciso recuar até junho de 2016 para encontrar a taxa de juro implícita no crédito à habitação em níveis tão elevados.

A taxa de juro implícita no crédito à habitação está em máximos de mais de três anos. Em julho, esta taxa de juro foi de 1,087%, o novo máximo desde os 1,089% verificados em junho de 2016, revelou esta quinta-feira o INE - Instituto Nacional de Estatística. Esta taxa subiu pelo oitavo mês consecutivo.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia