Jorge Moreira da Silva: "Não nos podemos dar ao luxo de ter fadiga reformista"

Dívida, desigualdades e revolução tecnológica estão no centro das preocupações do executivo da OCDE

Portugal no futuro, como será? Que desafios, que reformas e que compromissos temos nós de assumir agora para podermos encarar o futuro com outra esperança? As perguntas, de resposta difícil, vão ser feitas hoje, em Lisboa, pela Plataforma para o Crescimento Sustentável (PCS), think tank liderado por Jorge Moreira da Silva, ex-ministro do Ambiente e atual diretor-geral de Desenvolvimento e Cooperação da OCDE.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Ler mais

Exclusivos

Premium

João Gobern

País com poetas

Há muito para elogiar nos que, sem perspectivas de lucro imediato, de retorno garantido, de negócio fácil, sabem aproveitar - e reciclar - o património acumulado noutras eras. Ora, numa fase em que a Poesia se reergue, muitas vezes por vias "alternativas", de esquecimentos e atropelos, merece inteiro destaque a iniciativa da editora Valentim de Carvalho, que decidiu regressar, em edições "revistas e aumentadas", ao seu magnífico espólio de gravações de poetas. Originalmente, na colecção publicada entre 1959 e 1975, o desafio era grande - cabia aos autores a responsabilidade de dizerem as suas próprias criações, acabando por personalizá-las ainda mais, injectando sangue próprio às palavras que já antes tinham posto ao nosso dispor.