Invisível ficou mesmo invisível antes de terminar a vindima da próxima edição

A Ervideira volta a lançar uma nova colheita de Invisível, mantendo a tradição de a lançar no dia das mentiras

A vindima noturna, de 2017, que vai dar origem à colheita do Invisível ainda não acabou, mas "o vinho, da colheita de 2016, já é mesmo invisível", diz Duarte Leal da Costa, diretor Executivo da Ervideira. Isto, "porque o vinho a lançar no dia 1 de abril já foi todo vendido, as 60 mil garrafas já esgotaram. O que significa que vamos ter uma rutura de stock durante sete meses".

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Ler mais

Exclusivos

Premium

Nuno Artur Silva

Notícias da frente da guerra

Passaram cem anos do fim da Primeira Guerra Mundial. Foi a data do Armistício assinado entre os Aliados e o Império Alemão e do cessar-fogo na Frente Ocidental. As hostilidades continuaram ainda em outras regiões. Duas décadas depois, começava a Segunda Guerra Mundial, "um conflito militar global (...) Marcado por um número significativo de ataques contra civis, incluindo o Holocausto e a única vez em que armas nucleares foram utilizadas em combate, foi o conflito mais letal da história da humanidade, resultando entre 50 e mais de 70 milhões de mortes" (Wikipédia).