INE revê em baixa desemprego de abril e estima nova descida em maio

O Instituto Nacional de Estatística reviu hoje em baixa de 0,3 pontos percentuais a taxa de desemprego de abril para 9,5%, o valor mais baixo desde dezembro de 2008, estimando para maio uma nova descida para 9,4%.

Em termos homólogos, o valor provisório apontado para o INE para maio representa uma descida face aos 11,2% observados um ano antes.

A estimativa da população desempregada em abril foi de 490,7 mil pessoas, tendo diminuído 2,4% em relação ao mês precedente (menos 12,2 mil), enquanto a população empregada foi estimada em 4,664 milhões de pessoas, tendo aumentado 0,3% (mais 13,4 mil pessoas) face ao mês anterior.

A estimativa provisória da taxa de desemprego de maio de 2017 foi de 9,4% e, neste mês, a estimativa provisória da população desempregada foi de 484,8 mil pessoas e a da população empregada foi de 4,659 milhões de pessoas.

De acordo com o INE, em maio, a taxa de desemprego das mulheres (9,7%) excedeu a dos homens (9,1%) em 0,6 pontos percentuais e ambas tiveram um decréscimo face ao mês anterior (0,2 pontos percentuais e 0,1 pontos percentuais, respetivamente).

A taxa de desemprego dos jovens situou-se em 24,6% e aumentou 0,8 pontos percentuais em relação ao mês precedente.

A taxa de desemprego dos adultos, por sua vez, foi de 8,3% e diminuiu 0,1 pontos percentuais em relação a abril.

Ler mais

Exclusivos