INE. Consumo ganha força e investimento perde gás no segundo trimestre

Contributo da procura interna para a variação do PIB aumentou em resultado da aceleração do consumo privado, enquanto o investimento perdeu gás.

A economia portuguesa cresceu 2,3% no segundo trimestre deste ano face a igual período de 2017, confirmou esta sexta-feira o Instituto Nacional de Estatística (INE), na estimativa definitiva para o produto interno bruto (PIB) em termos reais, isto é, descontando a inflação.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Ler mais

Exclusivos

Premium

Pedro Lains

Compreender Marques Mendes

Em Portugal, há recorrentemente espaço televisivo para políticos no activo comentarem notícias generalistas, uma especificidade no mundo desenvolvido. Trata-se de uma original mistura entre comentário político e espaço noticioso. Foquemos o caso mais saliente dos dias que correm para tentar perceber a razão dessa peculiaridade nacional. A conclusão é que ela não decorre da ignorância das audiências, da falta de especialistas sobre os temas comentados, ou da inexistência de jornalistas capazes. A principal razão é que este tipo de comentário serve acima de tudo uma forma de fazer política.