Índia. Ikea abre a primeira de 25 lojas. Cadeia espera 6 milhões de visitantes

Cadeia entra num mercado com classe média crescente e que o ano passado em vendas de mobiliário gerou receitas de mais de 12 mil milhões de dólares

A Ikea abre na quinta-feira a primeira de 25 lojas que conta abrir na Índia até 2025. Na loja de Hyderabad, a quarta maior cidade do país, a cadeia sueca investiu mais de 10 mil milhões de rupias no complexo com uma área total de mais de 52 mil quadrados, dos quais mais de 37 mil de espaço de venda, a Ikea espera receber 6 milhões de visitantes por ano. Entra num mercado que gerou, em vendas de mobiliário, 12,9 mil milhões de dólares o ano passado, notícia a Bloomberg.

"Sabemos que estamos corajosamente a entrar num mercado de preços baixos", disse Jesper Brodin, CEO do grupo Ikea. "Estamos preparados para correr alguns riscos na Índia".

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Ler mais

Exclusivos

Premium

Nuno Artur Silva

Notícias da frente da guerra

Passaram cem anos do fim da Primeira Guerra Mundial. Foi a data do Armistício assinado entre os Aliados e o Império Alemão e do cessar-fogo na Frente Ocidental. As hostilidades continuaram ainda em outras regiões. Duas décadas depois, começava a Segunda Guerra Mundial, "um conflito militar global (...) Marcado por um número significativo de ataques contra civis, incluindo o Holocausto e a única vez em que armas nucleares foram utilizadas em combate, foi o conflito mais letal da história da humanidade, resultando entre 50 e mais de 70 milhões de mortes" (Wikipédia).

Premium

nuno camarneiro

Uma aldeia no centro da cidade

Os vizinhos conhecem-se pelos nomes, cultivam hortas e jardins comunitários, trocam móveis a que já não dão uso, organizam almoços, jogos de futebol e até magustos, como aconteceu no sábado passado. Não estou a descrever uma aldeia do Minho ou da Beira Baixa, tampouco uma comunidade hippie perdida na serra da Lousã, tudo isto acontece em plena Lisboa, numa rua com escadinhas que pertence ao Bairro dos Anjos.