Governo aprova injeção de 4 mil milhões na CGD

António Costa aceitou condição de António Domingues para ser presidente do banco

Para aceitar ser presidente da Caixa Geral de Depósitos, António Domingues exigiu uma recapitalização do banco num montante que pode ir até aos 4 mil milhões de euros. E António Costa já aceitou, avança hoje o Expresso.

De acordo com o semanário, o presidente indigitado da CGD está a trabalhar com o Governo na elaboração do seu plano estratégico, que inclui, além da injeção de capital, outras condições impostas por António Domingues, nomeadamente a escolha da sua equipa e o fim das disparidades salariais entre os membros da comissão executiva, tal como recomenda o Banco Central Europeu.

Exclusivos