Governo aprova desconto nos preços para carregar veículos elétricos

Um despacho diz que os carregamentos elétricos têm de começar a ser pagos em 2018, mas aplica um desconto nas tarifas de acesso às redes

De 2018 não passa: ainda durante este ano os carregamentos de veículos elétricos têm mesmo de começar a ser pagos pelos consumidores na rede da Mobi.E. A meta foi ditada pelo próprio governo num despacho da secretaria de Estado da Energia a que o Dinheiro Vivo teve acesso. De acordo com o documento, a Mobi.E “deverá garantir em 2018 as condições necessárias para se proceder à abertura do mercado de comercialização de energia para a mobilidade elétrica”.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Ler mais

Premium

Rosália Amorim

"Sem emoção não há uma boa relação"

A frase calorosa é do primeiro-ministro António Costa, na visita oficial a Angola. Foi recebido com pompa e circunstância, por oito ministros e pelo governador do banco central e com honras de parada militar. Em África a simbologia desta grande receção foi marcante e é verdadeiramente importante. Angola demonstrou, para dentro e para fora, que Portugal continua a ser um parceiro importante. Ontem, o encontro previsto com João Lourenço foi igualmente simbólico e relevante para o futuro desta aliança estratégica.