Governo adia novos alívios de IVA nos restaurantes

Vinho, cerveja, águas gaseificadas, refrigerantes, e néctares continuam nos 23% e não acompanham os outros produtos. Assim é desde meados de 2016.

Em 2016, o governo concordou em reduzir a taxa de IVA de alguns produtos servidos nos cafés e restaurantes (águas minerais lisas, produtos de cafetaria, etc.) de 23% para 13% (com efeitos a partir de 1 de julho de 2016), mas deixou em aberto a possibilidade de estender esse alívio a outros produtos, como águas com gás, sumos, vinho ou cerveja.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Ler mais

Exclusivos

Premium

Rosália Amorim

Crédito: teremos aprendido a lição?

Crédito para a habitação, crédito para o carro, crédito para as obras, crédito para as férias, crédito para tudo... Foi assim a vida de muitos portugueses antes da crise, a contrair crédito sobre crédito. Particulares e também os bancos (que facilitaram demais) ficaram com culpas no cartório. A pergunta que vale a pena fazer hoje é se, depois da crise e da intervenção da troika, a realidade terá mudado assim tanto? Parece que não. Hoje não é só o Estado que está sobre-endividado, mas são também os privados, quer as empresas quer os particulares.