Fisco vai "apertar o cerco" a 758 contribuintes

Autoridade Tributária criou uma equipa que ficará responsável pela monitorização dos que têm mais rendimentos e património.

Os contribuintes com maior capacidade financeira (entenda-se donos de património de valor considerável) vão ser vigiados de perto pelo Fisco. A Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) destacou uma equipa de inspetores para monitorizar a atividade financeira daqueles que auferem rendimentos significativamente superiores à média (750 mil euros) ou com uma capacidade patrimonial acima dos cinco milhões de euros.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia