Falta de investimento leva à retoma mais fraca em 55 anos

Nunca a recuperação foi tão lenta, mostram o Banco de Portugal e a Comissão Europeia. Subida das exportações não compensa declínio do investimento.

A retoma da economia portuguesa, medida como a média de crescimento real dos últimos três anos, é a mais fraca desde 1961, pelo menos. Depois da pesada recessão que marcou os anos de 2011 a 2013, o país está a crescer a um ritmo anual médio de apenas 1,2% (2014 a 2016).

Ler mais

Exclusivos