EY admite que há documentos perdidos pela CGD

Houve 60 operações da CGD sem documentação. Nos 25 maiores financiamentos não se conseguiu localizar informação de três devedores.

Banca A EY não encontrou toda a documentação que necessitava para avaliar os atos de gestão na Caixa Geral de Depósitos (CGD) entre 2000 e 2015. Florbela Lima, que liderou a equipa que fez a auditoria, considerou como “provável que exista documentação que não tenha sido encontrada”.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Ler mais

Exclusivos