Entrega do IRS em separado "seduziu" apenas 5% dos casais

A tributação em separado no IRS passou a ser a regra para os casais e unidos de facto. Mas o novo regime convenceu apenas uma minoria de pessoas

Cerca de metade dos contribuintes que entregaram este ano declaração de IRS reuniam as condições para serem automaticamente abrangidos pela tributação em separado. Ou seja, são casados ou preenchem os requisitos da união de facto que lhes permite ter o tratamento fiscal dos casados. No entanto, o que os números mostram é que apenas 5,1% dos mais de 2,36 milhões destes agregados se deixaram "ficar" no regime da tributação separada.

Exclusivos

Premium

Maria Antónia de Almeida Santos

Uma opinião sustentável

De um ponto de vista global e a nível histórico, poucos conceitos têm sido tão úteis e operativos como o do desenvolvimento sustentável. Trouxe-nos a noção do sistémico, no sentido em que cimentou a ideia de que as ações, individuais ou em grupo, têm reflexo no conjunto de todos. Semeou também a consciência do "sustentável" como algo capaz de suprir as necessidades do presente sem comprometer o futuro do planeta. Na sequência, surgiu também o pressuposto de que a diversidade cultural é tão importante como a biodiversidade e, hoje, a pobreza no mundo, a inclusão, a demografia e a migração entram na ordem do dia da discussão mundial.