Emprego no retalho cresce 30% a 40% em época de saldos

A procura por pessoal deverá ser 30% a 40% mais elevada do que no período homólogo do ano passado, prevê a Randstad.

Depois dos reforços de Natal, que chegam a representar acréscimos de pessoal na ordem dos 50%, as lojas estão a reforçar equipas para a época de saldos. A procura por pessoal deverá ser 30% a 40% mais elevada do que no período homólogo do ano passado, prevê a Randstad.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Ler mais

Exclusivos

Ricardo Paes Mamede

DN+ Queremos mesmo pagar às pessoas para se reproduzirem?

De acordo com os dados do Banco Mundial, Portugal apresentava em 2016 a sexta taxa de fertilidade mais baixa do mundo. As previsões do INE apontam para que a população do país se reduza em mais de 2,5 milhões de habitantes até 2080, caso as tendências recentes se mantenham. Segundo os dados da OCDE, entre os países com economias mais avançadas Portugal é dos que gastam menos com políticas de apoio à família. Face a estes dados, a conclusão parece óbvia: é preciso que o Estado dê mais incentivos financeiros aos portugueses em idade reprodutiva para que tenham mais filhos.