EDP pagou extra de 20 milhões às construtoras Lena e Odebrecht

A decisão de António Mexia de pagar à Odebrecht e Lena o bónus extra levantou objeções por parte de alguns executivos da EDP.

A EDP pagou, alegadamente, uma quantia extra e sem justificação de 20 milhões de euros ao consórcio luso-brasileiro formado pelas construtoras Lena e Odebrecht, investigadas no Lava-Jato e Operação Marquês. Esta quantia foi negociada posteriormente à inauguração da Barragem do Baixo Sabor, em Trás-os-Montes.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Ler mais

Exclusivos