"BCE é independente" e Alemanha não manipula o euro

Presidente do Banco Central Europeu afirmou que o euro "é irrevogável" e "que está para ficar"

O presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, disse hoje que a entidade monetária é independente e que a Alemanha não manipula a taxa de câmbio do euro, como tinha acusado um conselheiro da Casa Branca.

No final de janeiro, Peter Navarro, conselheiro comercial da nova administração norte-americana liderada por Donald Trump, acusou a Alemanha de "explorar" os principais parceiros comerciais, incluindo os Estados Unidos, "com um euro subavaliado", fazendo com que os seus produtos sejam artificialmente mais competitivos.

Em conferência de imprensa, Draghi disse hoje que a "Alemanha não merece ser atacada desta forma, a divisa da Alemanha é o euro e a política monetária é dirigida pelo BCE e o BCE é independente".

Draghi afirmou ainda que o euro "é irrevogável" e "que está para ficar".

Ler mais

Exclusivos