Doações através de IRS caíram no ano passado

Portugueses até deram mais na parte que não lhes sai do bolso, mas cortaram fundo na parcela do IVA que abate ao imposto.

Os portugueses só são mais generosos quando o donativo através do IRS não lhes vai ao bolso. A parcela da poupança fiscal obtida com faturas de restaurantes e cabeleireiros, que é uma das formas de doar a instituições de caridade, diminuiu quase 900 mil euros em 2017. Por outro lado, houve um crescimento de 514 milhões de euros nos 0,5% do IRS que podem ser consignados a uma IPSS, sem que o contribuinte sinta qualquer perda.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Ler mais

Premium

João Almeida Moreira

Bolsonaro, curiosidade ou fúria

Perante um fenómeno que nos pareça ultrajante podemos ter uma de duas atitudes: ficar furiosos ou curiosos. Como a fúria é o menos produtivo dos sentimentos, optemos por experimentar curiosidade pela ascensão de Jair Bolsonaro, o candidato de extrema-direita do PSL em quem um em cada três eleitores brasileiros vota, segundo sondagem de segunda-feira do banco BTG Pactual e do Instituto FSB, apesar do seu passado (e presente) machista, xenófobo e homofóbico.